A Casa Senhorial

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte

Francisco Pedro do Amaral (1790-1831)

Francisco Pedro do Amaral (1790-1831)
XIX

Francisco Pedro do Amaral (1790-1831) foi um pintor, desenhista, decorador, cenógrafo, dourador e estucador brasileiro.

Foi, possivelmente, aluno de José Leandro de Carvalho, e de Manuel Dias de Oliveira, em sua aula régia de desenho e figura desde sua criação até 1807. Foi, por algum tempo, ajudante do cenógrafo Manoel da Costa, que trabalhava na época para o Real Teatro de São João.

Trabalhou com o arquiteto italiano Argenzio e, logo, com José Leandro de Carvalho e Francisco Ignácio, quando foi convidado a produzir alguns trabalhos para a Casa Imperial, abandonando a cenografia e iniciando um período como decorador.

Foi um dos primeiros e principais discípulos de Debret, que o tinha em alta conta, na Academia Imperial de Belas Artes, ao mesmo  tempo  que realizava decorações na Biblioteca Nacional (que funcionava no Convento do Carmo), no Paço Imperial, no palácio onde residia dona Maria I, trabalhando nelas até 1829, sendo a sua fase de maior produção.

Também aceitou encomendas particulares, decorando o Palacete do Caminho Novo, residência da Marquesa de Santos (a quem retratou), do Marques de Inhambupe e de Plácido de Abreu, ambas no Rocio; atuou como decorador de festas populares e caricaturista, interessou-se pala litografia, uma técnica nova no país, e fundou em 22 de abril de 1827 a Sociedade de São Lucas de pintores.

Em 1829, decorou os coches da Casa Imperial, e realizou a iluminação do largo do Rocio em 1830, falecendo pouco depois, em 10 de novembro do mesmo ano, sendo sepultado com honras eclesiásticas na igreja do Hospício.




Referências Bibliográficas

ARAÚJO PORTO ALEGRE, Miguel. Iconografia Brasileira. In: Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. vol. 19, 1856.

Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Francisco_Pedro_do_Amaral>. Acesso em: 14 de novembro de 2013.

FRANCO, Afonso Arinos de Melo. O palacete do Caminho Novo – Solar da Marquesa de Santos. Rio de Janeiro: UEG, 1975.

 

PTCD/EAT-HAT/11229/2009